Os 13 Erros Mais Comuns no E-Commerce

 

Vender online pode abrir uma infinidade de mercados para novos negócios. Quando sua loja pode ficar aberta 24 horas por dia, sete dias por semana e você pode alcançar um mercado global com custos bem mais reduzidos, pode ser um grande benefício para os seus negócios. Mas há muitas coisas a considerar ao criar um e-commerce. Não é tão simples como colocar produtos em um banco de dados. 

Há muitos erros que os varejistas online cometem todos os dias, todos evitáveis com um planejamento cuidadoso. E mesmo que você já esteja cometendo alguns desses erros, a maioria deles é fácil de corrigir. Evitá-los melhorará bastante a experiência de seus clientes.

Abaixo estão 13 dos erros mais comuns cometidos pelos sites de comércio eletrônico, além de conselhos sobre como evitá-los ou corrigi-los. 

 

1. Falta de informações detalhadas do produto 

Ao fazer compras em uma loja física, você tem a vantagem de poder pegar um item, sentir, olhar de todos os ângulos e ler qualquer informação na embalagem ou nos rótulos. Fazer compras online impossibilita essa interação.

As lojas virtuais precisam fazer o melhor possível para melhorar a experiência de compra.

Quantas vezes fomos a um site e encontramos suas descrições completamente ausentes? E se um cliente fica se perguntando sobre as especificidades de um produto, é mais provável que procure as informações em outro lugar. E, a menos que o preço do seu site seja significativamente menor que o dos seus concorrentes, eles provavelmente comprarão do outro site.

 Solução

Forneça o máximo de informações possíveis sobre o produto. Tamanhos, materiais, peso e outras informações pertinentes, dependendo do produto. Por exemplo, em uma loja de roupas online, você pode incluir o tipo de tecido, tamanhos e cores disponíveis, uma tabela de tamanhos (geralmente vinculada a vários produtos), o peso ou a espessura do item, o corte e o ajuste do item, instruções de cuidados e comentários sobre a marca ou designer. Usar palavras descritivas em vez de termos técnicos tem um impacto maior no consumidor.

2. Informações de contato indisponíveis 

Os consumidores querem saber que estão lidando com uma empresa confiável quando entregam as informações do cartão de crédito. E se tiverem um problema poderão conversar com uma pessoa e obter ajuda. Se o seu site não fornecer informações de contato, é menos provável que confiem nele e ficarão muito menos propensos a fazer negócios.

 Solução

Coloque suas informações de contato em um local fácil de encontrar em todas as páginas do seu site. Os locais mais óbvios são o cabeçalho, na parte superior da barra lateral ou no rodapé. Forneça vários meios de contato. Um formulário de contato, endereço de email, número de telefone e endereço para correspondência aumentam o nível de confiança do cliente. Lembre-se também de que, quanto mais caro ou técnico for o produto que você está vendendo, maior a probabilidade de um consumidor querer mais informações de contato.

3. Checkout longo ou confuso

Esse é um dos erros mais prejudiciais que um e-commerce pode cometer. Você deve facilitar ao máximo que seus clientes entreguem as informações do cartão de crédito e concluam o pedido. Quanto mais etapas você colocar entre eles, mais oportunidades eles terão de deixar o site sem concluir a compra.

O processo de pagamento ideal inclui uma única página para os consumidores verificarem seus pedidos e inserir as informações de cobrança e entrega, e uma página de confirmação antes de enviarem seus pedidos. Qualquer coisa além disso é apenas um obstáculo para a conclusão do processo de pagamento.

 Solução

Siga o modelo ideal o mais próximo possível. Se você precisar incluir outras páginas, tente torná-las o mais rápido e fácil de preencher possíveis. Combine as páginas, se puder, e use layouts de duas colunas para determinadas seções (como colocar as informações de cobrança e envio próximas umas das outras) para fazer as páginas parecerem mais curtas.

 

4. Exigir uma conta para adicionar ao carrinho 

Isso está diretamente relacionado ao item anterior. Se você exige que um cliente se inscreva em uma conta antes de fazer um pedido, é outro obstáculo. O que é mais importante para você: obter o pedido ou capturar informações do cliente? Lembre-se de que a segunda opção pode significar perder alguns clientes.

 Solução

Em vez de exigir que um cliente forneça uma conta antes de fazer o pedido, ofereça a opção no final do processo. Dê a eles a opção de salvar as informações da conta para facilitar a colocação de pedidos futuros ou rastrear o status do pedido atual. Muitos clientes optarão por salvar suas informações e você não os afastará antes que eles concluam a compra.

 

5. Um mecanismo de pesquisa de site inadequado 

Se um cliente souber exatamente o que está procurando, ele irá usar um mecanismo de pesquisa em vez de filtrar categorias e filtros. Você precisa garantir que o recurso de pesquisa em seu site funcione bem e, de preferência, tenha filtros para permitir que os clientes refinem seus resultados.

Com que frequência você pesquisou um produto em um site de comércio eletrônico grande e recebeu centenas de resultados aplicáveis? Embora a variedade de opções possa ser boa, se metade desses resultados não se parecer com o que você está procurando, é mais um inconveniente do que qualquer outra coisa. A inclusão de uma maneira de os clientes filtrarem seus resultados de pesquisa por categoria ou recurso elimina esse problema.

Solução

Verifique se o software de comércio eletrônico que você está usando possui um bom mecanismo de pesquisa interno ou procure plug-ins para ampliar sua funcionalidade. Idealmente, um mecanismo de pesquisa de comércio eletrônico deve permitir que os usuários pesquisem por palavra-chave e refinar os resultados com base nas categorias que o site inclui. Permita que os usuários classifiquem seus resultados de pesquisa com base em critérios padrão (mais popular, preço mais alto ou mais baixo, item mais novo etc.), além de eliminar itens que não se encaixam em uma determinada categoria.

 6. Atendimento ao cliente insatisfatório 

Facilite o contato com os clientes se houver algum problema ou dúvida. Deixe claro qual a melhor maneira de entrar em contato com você se eles tiverem uma pergunta técnica, de vendas ou quiserem devolver um item. Um formulário de solicitação de ajuda gera mais confiança do que apenas um endereço de e-mail.

 Solução

Use um sistema de emissão de bilhetes para consultas de atendimento ao cliente, especialmente se você não tiver um número de telefone disponível. Publique uma FAQ que cubra perguntas comuns que os clientes possam ter, como qual é a sua política de devolução ou o que fazer se precisar solicitar peças ou itens de substituição.

 

7. Imagens minúsculas de produtos

Como os consumidores não podem lidar fisicamente com os produtos que você está vendendo antes de fazer um pedido em seu site, você precisa fazer o máximo possível para recriar e aprimorar essa experiência. Imagens minúsculas de produtos não fazem isso efetivamente.

 Solução

Forneça imagens grandes na página do produto ou permita que os usuários cliquem em uma imagem para aumentar o zoom. Você deseja que os usuários possam ver a imagem tão grande quanto possível (não se esqueça do mobile). Isso significa que uma imagem que é ampliada para 1024x768 pixels é um bom tamanho.

 

8. Não ter um site responsivo 

Por incrível que pareça, ainda existem sites desenvolvidos sem levar em consideração a  experiência do usuários em smartphones. A taxa de compras por celulares só aumenta, inclusive por busca por voz. Sendo em maior quantidade que as compras  por desktop.

 Solução

Tentaremos ser o mais enfáticos possíveis em relação a isso, ok?

Desenvolva um  site responsivo ou mude seu ramo de atividade!!!

 

9. Um projeto pobre de carrinho de compras 

Seu carrinho de compras é uma parte incrivelmente importante do seu site de comércio eletrônico. Ele precisa permitir que os usuários adicionem vários produtos, revisar as quantidades ou outras opções sobre esses produtos e precisa permanecer transparente ao mesmo tempo.  

Solução

Verifique se o carrinho permite que um usuário adicione um item e volte à última página em que estava. Possibilite que eles adicionem um item ao carrinho sem sair da página em que estão (usando um mini carrinho). Permita que seus clientes editem as quantidades de itens no carrinho ou removam um item. E deixe-os visualizar quais serão as despesas de envio antes de iniciar o processo de pagamento.

 

10. Falta de opções de pagamento

 Existem muitos sites por aí que permitem que os usuários paguem apenas com Visa ou MasterCard, ou apenas com uma conta PayPal. E a pessoa que não tem cartão de crédito e deseja pagar boleto? Você precisa fornecer tantas soluções de pagamento quanto possível para otimizar o número de pedidos que você recebe.

 Solução

Use um serviço de pagamento que permita aos clientes pagar com cartão de crédito, cheque eletrônico e boleto. Adicionar uma opção de pagamento do PayPal aumenta as opções que seus clientes têm, aumentando a probabilidade de compra. Consumidores têm preferências diferentes quando se trata de fazer pagamentos on-line, atender a quantos você puder significa que expandiu sua base.

 

11. Não incluir produtos relacionados 

Quando vai a uma loja física, produtos similares são agrupados, facilitando a localização de produtos para o consumidor. O mesmo deve ser feito no seu site e pode aumentar as vendas adicionais para os seus negócios.

 Solução

Use uma plataforma de comércio eletrônico que permita incluir produtos relacionados nas páginas de descrição do produto e escolher manualmente produtos relacionados. Assim, o usuário pode ver relações que um programa de software não conseguiria (como agrupar peças de roupas para criar um look).

 

12. Navegação confusa

Não há nada pior do que tentar encontrar um produto em um site que não usa categorias ou separa suas mercadorias para facilitar a localização de um tipo específico de produto. O mesmo vale para sites que possuem categorias sem produtos ou com apenas um ou dois itens. 

Solução

Pense em suas categorias e elementos de navegação com cuidado antes de começar a colocar produtos em seu catálogo. Verifique se todas as categorias têm pelo menos alguns produtos ou agrupe categorias menores (ou inclua-as em categorias maiores e similares). Facilite a consulta de diferentes categorias, o acesso ao carrinho de compras e a navegação.

 

13. Não informar taxas de envio 

Não há um bom motivo para não incluir taxas de envio precisas no seu site. Ao fazer compras on-line, é esperado poder concluir o pedido de uma só vez, sem ter que esperar um e-mail para decidir se as despesas de envio são muito altas. Inclua suas taxas no seu site, independente de qualquer coisa!

 Solução

As empresas de entregas oferecem calculadoras de remessas em seus sites, e existem plugins disponíveis para a maioria dos principais sistemas de carrinho de compras, para calcular as despesas de frete. Use um. Se você não puder usá-lo por algum motivo, use uma taxa de envio fixa alta o suficiente para cobrir o que for necessário. Para itens particularmente pesados ​​ou grandes, você sempre pode incluir uma sobretaxa de frete no preço (apenas indique para onde está indo o custo adicional).