Ecommerce: 4 Ações para Construir sua Marca 

No comércio eletrônico, sua marca é sua força vital. A reputação que você tem, as experiências que você cria, as formas de se diferenciar - tudo diz respeito à marca.
Você pode vender produtos online sem uma marca estabelecida? Sim, talvez por um curto período de tempo. Você pode construir e fazer crescer um negócio de comércio eletrônico sustentável e lucrativo sem ela? Tente a sorte. Você pode competir com outras empresas que comercializam e vendem os mesmos produtos na mesma categoria para o mesmo grupo de pessoas? Improvável. Você pode criar algo memorável que mantenha as pessoas falando e fidelizadas? De jeito nenhum.
Sem uma marca estabelecida, você não sobreviverá. Para fazer isso, você precisa criar e gerenciar algo único que os clientes possam experimentar e interagir. Você precisa de algo que os influenciadores possam apoiar. Você precisa de algo de que as pessoas possam se gabar para seus amigos. Você precisa construir uma marca.

Veja como começar a construir uma para seu negócio de comércio eletrônico:

 

1. Crie um Manual de Marca

Para construir uma marca forte para o seu negócio de comércio eletrônico, um bom lugar para começar é criando um manual no qual todos os colaboradores, parceiros e agências podem se basear ao criar experiências para clientes.
Este recurso é sua única fonte de verdade. É um documento dinâmico que todos podem consultar e usar quando quiserem entender e retratar a voz, conceito, personalidade e estilo de sua marca.
Deve incluir informações essenciais para o desenvolvimento contínuo e nutrição de sua marca, como a promessa da marca, declaração de missão, valores essenciais, mensagens chave e declarações de posicionamento sobre seus produtos, personas do cliente, guia de estilo visual e diretrizes de comunicação para cada canal e meio que você usa ao interagir com os clientes.
Ele deve ser tão simples quanto um documento do Google compartilhado com todos os membros de sua equipe ou pode ser impresso e distribuído para os colaboradores. 

2. Transforme Clientes em Micro Influenciadores.

Os micro influenciadores são diferentes dos influenciadores. Um influenciador é uma personalidade de mídia social conhecida ou celebridade do mundo real com um grande público de seguidores - estamos falando na casa dos milhões. Você pode contratá-los, mas as campanhas são caras e você pode não obter o nível de compromisso que deseja.
Um micro influenciador é alguém que é menos conhecido, mas ainda tem uma quantidade razoável de seguidores - 5 ou 10 mil - e influência em um determinado setor.
As marcas estão recorrendo a micro influenciadores por dois motivos principais: eles são menos caros e suas postagens tendem a gerar mais engajamento.
Antes de embarcar em uma busca para descobrir, negociar e contratar um desconhecido desconhecido que provavelmente não sabe nada sobre seu produto, procure seus clientes existentes. Os melhores provavelmente já estão falando sobre seus produtos para os amigos deles. 

3. Tenha um Banco de Imagens da Marca.

É hora de dizer adeus aos bancos de imagens da internet. Sua marca merece mais, seus clientes merecem mais e você merece mais. Você trabalha duro para construir produtos que resolvam problemas e geram soluções para seus clientes. As fotos de estilo de vida que você usa em campanhas de marketing devem estar alinhadas com os conceitos que você definiu para toda comunicação de sua marca, qualidade do produto, mensagens, atendimento ao cliente etc.
Os bancos de imagens são convenientes, mas raramente permitem que você crie a resposta emocional necessária para converter um comprador interessado em um cliente fiel e se diferenciar dos concorrentes.
Pense nesta biblioteca de fotos como uma extensão da sua marca. Você cria padrões quando se trata de seu logotipo e fontes, suas fotos também devem ter um estilo próprio que os clientes podem reconhecer rapidamente ao navegar pelo Facebook ou Instagram.

 

4. Torne-se um Editor e Um Contador de Histórias.

O conteúdo é rei. Se você deseja se conectar com clientes em potencial, deve construir confiança e credibilidade com as pessoas. A maneira mais rápida de fazer isso é criando conteúdo e se posicionando como uma referência em sua categoria de produto.
Hoje, vencer o jogo do conteúdo não é criar um blog ou escrever artigos - é criar um braço editorial inteiro para sua marca que permita criar e compartilhar muitas formas diferentes de conteúdo, de podcasts e apresentações interativas a entrevistas longas com clientes.

 

Conclusão

Para competir no mundo do e-commerce, você precisa ter uma marca estabelecida. Para vencer, você precisa de uma que seja exclusivamente encantadora e inesquecível na mente de seus clientes. Não será da noite para o dia, mas gradualmente, focando em como as pessoas interagem com sua marca nas redes sociais, no seu site, no e-mail e na vida real.